Mídia

17/09/2020: Libido X Desejo Sexual

Nem sempre a gente acorda a “Mulher-Maravilha” (ainda mais, em época de pandemia). E aí, como fazer para levantar o ânimo? Aliás, existe a obrigação de manter sempre o alto astral?

(Matéria de Ana Carolina Soares na revista Harper's Bazaar Brasil)

Libido X Desejo Sexual
Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Aviso: vou revelar aqui uma história bem íntima. Só farei isso porque essa confissão pode refletir e inspirar outras mulheres. Talvez até você mesma ou uma conhecida sua podem estar passando por uma situação parecida, ainda mais, nessa pandemia tão estendida.

Mudança de rota súbita, resolvi tratar nesta semana sobre falta de libido feminina. Uma guinada de 180 graus para quem havia se programado escrever sobre uma novíssima plataforma de filmes soft porn. Ando “meio jururu” e seria falso demais avaliar filminhos nesse “bad mood”. Melhor deixar a novidade para a próxima semana 😉

Sabe quando a gente passa por aquelas semanas turbulentas? Pois é… Uma série de questões pessoais, entre elas, uma internação e a descoberta de um mioma de 5,5 centímetros na parte externa do meu útero, enfim, um tumorzão benigno que me levará a uma histerectomia – a cirurgia para a retirada do, como chamam nos livros, órgão reprodutivo feminino.

Esse procedimento me broxou. Fiquei pensando sobre o útero e a feminilidade. Nunca o usei, na verdade, sempre tive pânico de um dia precisar usá-lo e, por isso, passei mais de uma década na base da pílula contínua. De fichas médicas até reuniões com novos amigos, a sequência de perguntas sempre se repete: Qual seu estado civil? Solteira. Aos 46 anos, nunca se casou? Não sei exatamente o que chamam de casamento, pela quarta vez na vida, vivo um namoro em que dividimos o mesmo teto. Nunca nem tentou ter filhos? Não e, por mim, colocaria a placa “Perigo: Lotação Esgotada” neste planeta com mais de 7,5 bilhões de pessoas. Mas amo muito os filhos dos outros, especialmente, minhas sobrinhas e meu sobrinho (sacanagem da língua portuguesa generalizar “sobrinhos”, no masculino, para uma relação de três meninas para um menino).

Acreditem, mas já ouvi discursos com base em lógicas enviesadas de que por causa das minhas escolhas – não casar nem ter filhos – eu teria deixado de exercer meu papel feminino no mundo, além de revelar “indícios de homossexualidade”. Uai, mas para ser mulher precisa trocar alianças com um homem, engravidar e criar essa criança? E por que mulher que transa com mulher não seria mulher? Discordo completamente! Para mim, basta você se identificar com o gênero feminino e pronto.

Há mulheres com pênis. Eu, uma cis, vim com vagina e clitóris. E se precisasse apontar um órgão no meu corpo para representar minha feminilidade, escolheria essa dupla dinâmica. Mas confesso que rola um luto por retirar o útero. Sei lá, a notícia soou como um revés de um parto. Nunca usei o órgão – como disse acima, tinha até medo – mas gostava de tê-lo. Apego.

Só melhorei depois de me consultar com o médico pela terceira vez. Primeiro, ele me explicou que a histerectomia é a segunda cirurgia mais realizada no mundo, algo na maior parte dos casos, simples, sem cicatrizes, sem transtornos, com pouco mais de 24 horas de internação. Depois, que a maior parte de suas pacientes – passados os 40 dias da recuperação – vibram com a substancial melhora da qualidade de vida. É a “extração” das cólicas terríveis. Acaba também a menstruação, um transtorno (pelo menos, para mim, que me sentia até anêmica), algo infelizmente totalmente identificado com o feminino. E bônus: a vida sexual, sem os dez dias mensais sob o bombardeio hormonal, costuma dar um belo up.

Marquei o procedimento para início de outubro e cá estou hoje, à espera do meu “parto”: parir essa nova vida sem cólicas. Daí fui reler as últimas colunas, alguns comentários nas redes sociais e percebi como eu festejava a libido. Brinquedinhos, fantasias, gelzinhos, filminhos, tantra… Mas e quando a gente simplesmente não está afim? Dá para colocar a “Mulher Maravilha” para dormir por alguns dias, vestir um pijama, chorar vendo um dramalhão turco no Netflix e simplesmente quer o colo do namorado?

“As pessoas confundem libido com desejo sexual”, pondera Paulo Tessarioli, presidente da Abrassex (Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual). “Libido é a energia vital, uma expressão da teoria da afetividade, conceito difundido por Freud. Já desejo sexual está completamente relacionado à mente. O pensamento, por meio da fantasia, desperta a vontade de transar. Já vi pessoas moribundas querendo sexo. E o contrário, também”, completa.

Ninguém gosta de ficar com energia baixa. Pior: sabemos que pessoas com energia baixa normalmente são repelidas. (Ei, você que curte a década de 80, lembra daquela hiena Hardy, “oh, vida! oh, azar”? rsrs) Se é um saco ficar ao lado de reclamões, mais chato ainda encarnar esse saudoso personagem do desenho da Hanna-Barbera, certo?

Ao mesmo tempo, não dá para engolir a tristeza, fantasiar-se com o melhor look e fingir que está “por cima do salto”, enchendo o feed das redes sociais de sorrisos fake. Dá para detectar de longe a felicidade falsa. Quando vejo uma cena assim, lembro do lema “put a smile on your face” (coloque um sorriso no rosto, em tradução livre), aquele que talhou o Coringa... #medo

Putz, aí vem o dilema na música “Homem com H”, do Ney Matogrosso: “se correr o bicho pega/se ficar o bicho come”. Então, como sair desse paradoxo?

“Permita-se passar por isso. Sinta. Se for difícil, procure um profissional para conversar. Mas momentos assim podem ser ricos, bons para ressignificar. No final do processo, a pessoa pode sair mais forte, com a melhora da libido e do desejo sexual”, diz Tessarioli.

O sexólogo deixou também um vídeo com o depoimento da Claudia Raia, que ele passa em suas aulas. Excelente para a mulherada que também quer repensar conceitos femininos e levantar o astral:


E você? Já passou por momentos assim? Que tal dividirmos nossas experiências? 😉

Beijos e divirta-se!

Histórico de Notícias

20/02/2020: Entrevista com a sexóloga Graça Margarete S. Tessarioli: "Por que a educação sexual para adolescentes é importante?"
Professora Graça Tessarioli participa de uma entrevista sobre "Por que a educação sexual para adolescentes é importante?" realizada por Juliana Sonsin, publicada no portal Telavita.


24/01/2020 - A ilusão de abstinência
ISTOÉ entrevista Paulo Tessarioli, Presidente da ABRASEX.


08/11/19 - Papo com Paulo Tessarioli
Entrevista realizada por Joana Moraes, especialista em Terapia Sexual na Saúde e Educação, profissional filiada à ABRASEX, ao canal "Papo em Casa" do Youtube.


23/09/19 - Erótica: terapia sexual, com Paulo Tessarioli
Na série "Erótica", Paulo Tessarioli conta em quais situações as pessoas costumam procurá-lo e de que forma esse conhecimento pode ajudar quem vê problemas em sua sexualidade. Além disso, Paulo Tessarioli dá um parecer sobre a terapia de reversão da homossexualidade – conhecida como “cura gay”.


22/08/19 - "A mulher não foi educada para ver pornografia", e na sua opinião, esse tema continua sendo um tabu?
"A mulher não foi educada para ver pornografia", e na sua opinião, esse tema continua sendo um tabu? Nossa professora Graça Margarete Tessarioli foi convidada para um papo sobre esse assunto e como segue essa construção.


10/08/19 - Entrevista com a sexóloga Graça Margarete S. Tessarioli: Por que a educação sexual para adolescentes é importante?
Graça responde a essa pergunta em uma entrevista concedida ao portal Telavitta.


19/07/19 - "Gravidez na Sexualidade: Mitos do sexo vaginal durante a gravidez"
E-book escrito por Paulo Tessarioli e Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi sobre um importante capítulo da gravidez.


15/07/19 - Debate: As várias faces do amor
Participação dos professores Graça Margarete Tessarioli e Luís Antonio Silva no debate sobre as diferentes formas de amor exibido no programa “De Bem com a Vida” da emissora Rede Gospel.


10/07/19 - Educação Sexual, Desejo & Prazer: posicionamentos e escolhas!
Graça Tessarioli faz um alerta sobre a importância de os pais e escolas falarem sobre Educação Sexual com os jovens.


18/06/19 - Pais devem construir diálogo aberto, respondendo desde cedo às perguntas das crianças
Paulo Tessarioli dá dicas sobre como os pais devem responder às perguntas sobre sexualidade de seus filhos.


10/06/19 - Sexo é essencial: Queixas, Mitos e Tabus
Casal Tessarioli em entrevista sobre um tema importante na semana dos namorados, no programa "Manhã Total" da emissora Rede Record de Uberlândia - MG.


31/05/19 - Vício ou diversão: A linha tênue do mundo dos gamers
Paulo Tessarioli e gamer assíduo falam sobre os dois lados da moeda.


28/05/19 - Sexo nos aplicativos de relacionamento para casais
Professor Paulo Tessarioli fala e tira algumas dúvidas sobre os aplicativos de relacionamento em uma conversa com o proctologista Dr. Paulo Branco.


07/05/19 - “Affair com você”: Interatividade em Educação Sexual
Artigo escrito pelos professores Graça Tessarioli e Paulo Tessarioli sobre o programa "Affair com você".


02/05/19 - Psicologia & Sexualidade 20 anos depois
Paulo Tessarioli faz uma reflexão sobre o que se ensina sobre Sexualidade nos cursos de Psicologia nos dias de hoje.


28/03/19 - Gay nasce gay?
Gay nasce gay? Professor Paulo Tessarioli responde a essa pergunta em uma conversa com o proctologista Dr. Paulo Branco.


18/03/19 - Disfunção Sexual
Professor Paulo Tessarioli faz um breve esclarecimento sobre o que é disfunção sexual.


06/03/19 - O que é "golden shower"? A resposta para a pergunta de Bolsonaro no Twitter
Professor Paulo Tessarioli responde pergunta de Bolsonaro: o que é "golden shower"?


06/03/19 - “Rei do fetiche” diz que post de Bolsonaro revela preconceito contra LGBTs
Heitor Werneck explica a prática do "golden shower" (ou "pissing") em São Paulo e no mundo; sexólogo alerta sobre os riscos da atividade


26/02/19 - Travesti X Transex
Professor Paulo Tessarioli esclarece as principais dúvidas sobre “Travesti” e “Transexual”.


21/02/19 - Como dar um "up" no Prazer Feminino
Dicas para a mulher animar bem sua vida sexual e também para o homem que deseja se tornar "O" cara inesquecível.


02/01/19 - Debate: Perspectivas para 2019
Debate sobre o que devemos esperar para 2019 com: Luis Antonio, Fredy Figner e Paulo Tessarioli.


21/12/18 - Entrevista Papo Trans
Professor Paulo Tessarioli fala e esclarece algumas dúvidas sobre transgênero.


23/11/18 - Mulheres assumem cargos de poder na produção de filmes pornô
Professora Graça Tessarioli participa de uma reportagem publicada na Revista Veja São Paulo que diz que as mulheres também podem participar da produção de filmes pornô.


05/09/18 - Gênero, homoafetividade e multiparentalidade são temas de palestras no Encontro Estadual de Psicólogos e Assistentes Sociais do PJRO
Os professores Graça Tessarioli e Paulo Tessarioli participaram do Encontro Estadual de Psicólogos e Assistentes Sociais do PJRO, no auditório do Tribunal de Justiça de Rondônia.


30/05/18 - Escritor revela que divide a senha de celular com a mulher e post viraliza
Professora Graça Tessarioli é a especialista consultada por Veja São Paulo.


26/04/18 - Debate: violência no Brasil
Debate exiibido no programa "De Bem com a Vida" da emissora Rede Gospel sobre a violência que vivemos no Brasil e o caso dos dois garotos do Colégio Bandeirantes que se suicídaram. Entre os convidados estava o professor Luís Antonio da Silva.


07/07/17 - Mitos e Tabus da Sexualidade
Mônica Cunha fala sobre a saúde ligada à sexualidade em uma entrevista com Paulo Tessarioli.


12/06/17 - 5 coisas que você precisa saber
Professora Graça Margarete Tessarioli prestou uma consultoria em saúde e educação sexual à revista SuperInteressante.


03/01/17 - Além do Sexo
Confira a entrevista feita com Paulo Tessarioli no canal do youtube "Além do Sexo".


15/03/11 - Na madrugada também as dúvidas aparecem
Participação no programa do Mr. Volpi utilizando a maleta erótica.